Grito dos Excluídos está concentrado na Esplanada

Leonencio Nossa

Brasília

Após o desfile de 7 de setembro, um grupo de manifestantes sairá de frente do Museu da República em direção ao Congresso Nacional para protestar contra o governo Michel Temer. O Grito dos Excluídos, organizado pelas pastorais da igreja católica e por movimentos sociais, espera reunir cerca de mil pessoas, segundo os organizadores.

No momento, manifestantes exibem faixas com os dizeres: "Fora rato Temer" e "Fora Temer, golpista", além de cartazes contra a proposta de privatização, especialmente da Eletrobras. "Neste dia de independência, queremos mostrar que a verdadeira independência é aquela em que o País inclui todos e todas", disse Eduardo Luiz Zen, um dos coordenadores do movimento. "Queremos mostrar que o povo não reconhece o governo Temer", disse.

Zen disse que a marcha só não sai antes do término do desfile oficial "porque a polícia não deixa". Em número reduzido, eles estão concentrados entre o Museu da República e a Biblioteca Nacional, na Esplanada, distantes do local onde ocorre o desfile. O movimento prevê a presença, no momento, de cerca de 200 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos