Furacão Irma causa 10 mortes em Cuba, diz imprensa estatal

Cidade do México

O furacão Irma matou pelo menos dez pessoas em Cuba ao atingir a ilha no fim de semana, informou a imprensa estatal da ilha comunista nesta segunda-feira. Em Havana, grandes ondas e as chuvas provocaram inundações no centro colonial e no elegante bairro de Vedado.

Sete das mortes ocorreram em Havana, segundo o jornal Granma. Irma era um furacão de categoria 5 ao atingir o centro da ilha, perto da barreira de ilhas de Cayo Coco e Cayo Guillermo. A tempestade se moveu lentamente pela costa antes de seguir a noroeste e atingir a Flórida, no domingo.

Na manhã desta segunda-feira, ainda faltava energia em boa parte da capital cubana e em algumas províncias do país.

"A maioria dos moradores tem pouca ou nenhuma informação sobre mortes ou os esforços de ajuda porque a maioria de Havana ainda está sem eletricidade", disse Rene Arencibia, diretor de cinema de 58 anos. "Mas as pessoas estão acostumadas aos desastres naturais e não há caos. Todos estão limpando e consertando o que podem."

O bairro do Vedado, onde fica a embaixada dos EUA no Malecón, está entre as áreas mais afetadas da cidade. Muitas ruas estão inundadas e as fortes rajadas de vento derrubaram grandes árvores, segundo Arencibia, o que causou estragos significativos em residências e prédios. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos