Gleisi diz ver Lula com posições firmes ante Moro e que PT deve desligar Palocci

Francisco Carlos de Assis, enviado especial

Curitiba

A senadora e presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PR), chegou nesta quarta-feira, 13, ao prédio da Justiça Federal em Curitiba, onde o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva prestará depoimento, às 14 horas, à força tarefa da Operação Lava Jato e ao juiz Sérgio Moro. A senadora está junto com os manifestantes numa rua próxima ao local.

Perguntada sobre se acredita que Lula pode fazer um "desabafo" perante Moro, a senadora disse não acreditar nessa possibilidade e que espera "um Lula com posições firmes".

Palocci

Segundo Gleisi, a delação do ex-ministro dos governos Lula e Dilma, Antonio Palocci, não afeta nem o ex-presidente nem o PT. "As delações do Palocci não afetam nem Lula nem o PT porque foram mentirosas. Ele falou tudo aquilo para se livrar da cadeia", disse a senadora.

Ela disse ainda que está em curso, dentro do PT, um processo para desligar Palocci, já que o estatuto da legenda não permite que se "fale mal do partido".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos