Temer faz afago a parlamentares e diz que classe política tem valor extraordinário

Caio Rinaldi, Marcelo Osakabe e Carla Araújo

São Paulo

Num dia em que o Palácio do Planalto está com o sinal de alerta aceso, aguardando a eventual segunda denúncia criminal do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra o presidente Michel Temer, o mandatário, que participou nesta quinta-feira, 14, de evento no norte do país, aproveitou a cerimônia de assinatura para a construção de uma ponte rodoviária sobre o rio Araguaia, que fará a ligação entre as cidades de Xambioá (TO) e São Geraldo do Araguaia (PA), para afagar a classe política. "Importante registrar que classe política tem valor extraordinário. São os congressistas que vão atrás dos recursos, liberam emendas e permitem a viabilizar uma obra como essa". Caso Janot entregue a denúncia ao STF, a peça terá de passar pelo crivo dos deputados, no plenário da Câmara.

Após assinar a ordem para a liberação do serviço na cidade de Xambioá, no Tocantins, Temer seguiu para São Geraldo do Araguaia, no Pará, para cerimônia semelhante. No local, além de enaltecer os congressistas, o presidente da República fez também questão de reiterar que sua gestão é pautada, em suas próprias palavras, pelo entendimento e pelo diálogo. "O diálogo intenso com a sociedade e com o Congresso tem nos permitido chegar até aqui."

Temer considerou a iniciativa de construção dessa ponte "uma das maiores obras de integração de que se tem notícia" e traçou um paralelo entre a construção da Ponte Xambioá-São Geraldo com o desenvolvimento social. "Construir pontes é fortalecer o civismo e construir amizades. Essa ponte vai permitir a integração dos povos", afirmou.

Outro ponto abordado por Temer durante o rápido pronunciamento foi a velocidade com que seu governo tem conquistado avanços. "Há uma unidade, crença de que tudo isso vai sendo construído pouco a pouco, mas com certa velocidade nesses 17 meses de governo". Temer também lembrou que uma obra como essa contribui para a geração de empregos. "Peço que, para a obra desta ponte, contratem mão de obra local", declarou.

A Ponte Xambioá-São Geraldo terá 1,7 quilômetro de extensão e é uma demanda antiga da região, carente em infraestrutura. A expectativa é de que as obras tenham início em janeiro de 2018 e duração de três anos, sendo concluídas em 2021. O custo total previsto da ponte é de R$ 132 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos