Barros afirma que denúncia contra Temer e ministros não vai paralisar governo

Daniela Amorim e Constança Rezende

Rio

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), defendeu nesta sexta-feira, 15, o presidente Michel Temer ao comentar a nova denúncia por organização criminosa e obstrução de Justiça apresentada contra o presidente e outros ministros de governo na quinta-feira, 14, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Segundo Barros, a denúncia não interfere nem paralisa o governo. As questões jurídicas "ficam para o Judiciário", afirmou o titular da Saúde a jornalistas, após a cerimônia de inauguração do centro de radiocirurgia do Instituto Estadual do Cérebro, no Rio. "Estamos governando plenamente. Essas questões não interferirão na determinação do presidente Temer de entregar um País melhor do que recebeu", declarou Barros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos