Paes e aliado continuam sob investigação no STF

São Paulo

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, por 3 votos a 2, manter o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (PMDB) e seu ex-secretário Pedro Paulo (PMDB-RJ) como investigados na Corte em um inquérito originado nas delações da Odebrecht. Ambos são suspeitos de receberem R$ 18,3 milhões em propina de contratos relacionados à Olimpíada. Paes e Pedro Paulo negam irregularidades. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos