Rocinha volta a registrar tiroteio após saída das Forças Armadas

Constança Rezende

Rio de Janeiro

Dois dias após a saída das Forças Armadas da Rocinha, na zona sul do Rio, a favela voltou a registrar tiroteios, na manhã deste domingo, 1º de outubro. De acordo com a Polícia Militar, o confronto foi causado entre policiais do Batalhão de Choque e criminosos, na Rua 2. A assessoria da PM informou que policiais estão "vasculhando o local", mas não respondeu se houve feridos.

Segundo a nota enviada pela PM, 500 policiais militares atuam "em 15 pontos de cerco e em 14 pontos de contenção no interior da comunidade", além do patrulhamento das tropas especiais. A polícia também faz operação no Morro do Vidigal, vizinho da Rocinha, com o Batalhão de Ações com Cães (BAC). Ainda não há informações de prisões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos