Alckmin diz acreditar que PSDB não terá mais que um candidato

Lu Aiko Otta

Brasília

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), minimizou nesta segunda-feira, 2, o resultado das pesquisas eleitorais que o mostram em situação de empate com o prefeito da capital paulista, João Doria, do mesmo partido. "A eleição de 2018 vai começar depois que forem definidos os candidatos e os argumentos forem colocados", disse.

Os votos serão definidos 30 dias antes da eleição, apostou o governador. "Esse momento é mais recall."

Questionado sobre a realização de prévias no partido, ele respondeu: "Eu acredito que não vai ter mais de um candidato. Mas, se tiver, quanto mais ampla a consulta para decidir, melhor."

Alckmin deixou nesta segunda o Ministério das Relações Exteriores, onde tomou um café com o ministro Aloysio Nunes Ferreira. Antes, o governador foi recebido pelo presidente da República, Michel Temer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos