Mendonça Filho lamenta morte de reitor da UFSC e diz não conhecer apuração da PF

Dayanne Sousa

São Paulo

  • Foto: ABr

    Ministro Mendonça Filho lamentou morte de reitor da UFSC

    Ministro Mendonça Filho lamentou morte de reitor da UFSC

O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse ter "lamentado bastante" a morte do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Luiz Carlos Cancellier de Olivo. "Ele tinha repactuado alguns programas e iniciativas importantes da universidade", declarou.

Encontrado morto em um shopping no centro de Florianópolis nesta segunda-feira, 2, o reitor afastado carregava no bolso apenas sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e um bilhete, segundo a assessoria da Polícia Civil. "Eu decretei a minha morte no dia da minha prisão pela Polícia Federal", escreveu no papel, segundo a polícia.

O reitor foi preso no dia 14 de setembro na Operação Ouvidos Moucos, acusado de tentar obstruir investigações internas na universidade sobre irregularidades na aplicação de recursos para o Ensino a Distância (EaD).

Mendonça Filho não quis comentar o tema da investigação. Ele afirmou que espera que os fatos relacionados à morte do reitor sejam esclarecidos, mas afirmou que não poderia ir além em seus comentários porque não tem conhecimento da apuração da Polícia Federal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos