Ministro da Saúde diz que Temer não viu protesto de sem teto em SP

Eduardo Laguna e Caio Rinaldi

São Paulo

Após participar de cerimônia de entrega de 225 ambulâncias numa concessionária na zona norte da capital paulista, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse que nem ele nem o presidente Michel Temer notaram o protesto realizado em frente ao local por trabalhadores sem teto.

"Não vimos o protesto. Ele, Temer, não viu, eu também não vi", disse o ministro, que também negou que a decisão de transferir a cerimônia de São Bernardo do Campo, onde está fábrica da Mercedes-Benz - fabricante das ambulâncias -, para São Paulo se deu em virtude do risco de Temer enfrentar protestos de sem teto na cidade do ABC Paulista.

De acordo com Barros, não havia em São Bernardo pátio com espaço suficiente para acomodar todas as ambulâncias. "A cerimônia está aqui por causa da logística das ambulâncias. Era só uma questão do tamanho do pátio para receber todas as ambulâncias que foram produzidas", comentou o ministro.

Mesmo com a mudança de última hora, o movimento Povo Sem Medo, que lidera a ocupação de um terreno de 70 mil metros quadrados em São Bernardo do Campo, conseguiu mobilizar trabalhadores sem teto para uma manifestação por moradias populares em frente à concessionária onde as ambulâncias foram entregues.

Um grupo de seguranças do Planalto se perfilou diante dos manifestantes para permitir que o carro de Temer entrasse sem dificuldade ao local.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos