Em Belém, Temer lamenta mortes em creche de Minas Gerais

Carla Araújo, enviada especial

Belém

Ao deixar a cerimônia de assinatura do protocolo de intenções para destinar à Arquidiocese de Belém uma área de 10,8 mil metros quadrados, o presidente Michel Temer deu uma rápida declaração à imprensa na qual lamentou o incêndio intencional em uma creche do município de Janaúba, no norte de Minas Gerais e evitou responder perguntas.

Temer disse que como pai reconhece que deve ser uma perda dolorosa. "Quero expressar a minha solidariedade, lamentar esse acontecimento e esperar que essas coisas não se repitam no Brasil, porque o mundo está muito convulsionado", disse o presidente classificando o episódio como lamentável. "Foi um lamentável acontecimento, temos que repudiar com a nossa consciência e com a nossa ação", afirmou.

Dezenas de crianças foram queimadas por chamas provocadas intencionalmente em uma creche municipal no município de Janaúba. A prefeitura da cidade confirma que ao menos quatro crianças e uma professora morreram no local. Cerca de 40 pessoas estariam feridas. Um segurança da escola é o principal suspeito de ter ateado fogo nas crianças.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos