Ex-diretor de escola do DF é preso suspeito de estuprar crianças

Lígia Formenti

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu o ex-diretor de uma escola de Ceilândia, cidade satélite de Brasília, suspeito de estuprar crianças e adolescentes. De acordo com a polícia, os abusos foram filmados e compartilhados pela internet. As investigações indicam que neste ano foram pelo menos 11 vítimas.

As suspeitas surgiram em 2015, quando o ex-diretor foi preso por receptação de veículo roubado. O celular apreendido com ele trazia fotos de crianças e adolescentes. Em maio deste ano, a Justiça autorizou nova busca em sua casa. Diante do material encontrado, ele foi preso em flagrante. Foram encontrados HDs e vídeos com imagens sexuais. Com as investigações, foram identificados abusos cometidos desde a década de 1990.

O delegado do 24º Distrito Policial, Ricardo Viana, informou que nove crianças cooptadas foram identificadas. Há ainda vítimas que não foram localizadas. Policiais chegaram a duas das vítimas, dois adultos com idade de 30 e 31 anos.

Depois de passar pela direção da escola na década de 1990, o acusado manteve uma empresa de panfletagem e era líder espiritual. De acordo com o delegado, este é o maior arquivo já apreendido no Distrito Federal com imagens de pedofilia em uma única ação.

Há indícios de que imagens eram repassadas para outras pessoas do Distrito Federal e de outras regiões do País. A suspeita é de que o acusado cooptava as vítimas por meio de pagamento de pequenas quantias em dinheiro. Em alguns casos, as fotos eram feitas em troca de lanches.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos