Prefeitura de SP rebate vice-presidente do PSDB em nota, mas não fala em processá-lo

Caio Rinaldi

São Paulo

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Paulo enviou uma nova nota ao Broadcast Político, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, em resposta a críticas feitas pelo vice-presidente nacional do PSDB e ex-governador de São Paulo, Alberto Goldman, ao prefeito João Doria (PSDB). Em vídeo no Facebook, Goldman diz que São Paulo "ainda não tem prefeito".

A Secom alegou que a resposta enviada anteriormente e que afirmava que Doria iria interpelar Goldman com medidas judiciais foi encaminhada por erro e precipitação da assessoria.

No novo posicionamento, a Prefeitura não fala mais em interpelação judicial. No texto, a Secom afirma que "só se pode lamentar o grau de desconhecimento da realidade mostrado por um político aposentado que há muito não convive com o povo."

Doria também foi acusado por Goldman de estar dirigindo licitações. Ele refere-se à decisão que o Tribunal de Contas do Município (TCM) tomou esta semana, de suspender edital da licitação que contrata os serviços de varrição para as ruas de São Paulo: "Os editais estão predeterminados para as empresas que vão ganhar. Todos são dirigidos. Esse é o homem que se diz puro, limpo e gestor."

Confira na íntegra o novo comunicado da Prefeitura:

"Só se pode lamentar o grau de desconhecimento da realidade mostrado por um político aposentado que há muito não convive com o povo. De todo modo, é preciso respeitar sua avançada idade", SECOM.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos