Região do Morumbi registra dois arrastões na semana passada

Luiz Fernando Toledo

São Paulo

  • AFP

Ao menos dois arrastões aconteceram na região do Morumbi na última semana. O primeiro deles, por volta das 18 horas de terça-feira, 10, foi cometido por ao menos três homens, que pularam a grade da Ponte do Morumbi e abordaram motoristas no sentido Santo Amaro.

Os assaltantes atacavam o vidro dos carros com pedras e, com auxílio de revólver, roubaram pertences das vítimas. Uma delas, que teve a bolsa, o celular e um anel roubados, registrou boletim de ocorrência no 96º Distrito Policial (Cidade Monções).

Outro caso aconteceu na sexta-feira, 13. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram três homens armados - um deles com uma metralhadora - que pararam motoristas em uma rua próximo à Ponte do Morumbi. O primeiro carro foi parado na Rua Francisco Tramontano. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que não identificou nenhum boletim de ocorrência registrado sobre o ataque neste dia.

"A pressão nossa é constante. Mas também sabemos que as polícias não têm efetivo suficiente para resolver tudo. Esse é o maior problema. A polícia prende um, outro foge. Falta policial para investigar todos os casos com a urgência que seria necessário", disse o presidente do Conselho de Segurança (Conseg) do Morumbi, Celso Cavalini. "Quando acontece um caso desses, a polícia reforça a segurança na região, mas o ladrão muda de local."

O investigador-chefe Arnaldo Evangelista, do 96º DP, afirmou que o caso foi isolado e que crimes do tipo eram comuns no ano passado, mas a quadrilha que atuava na região foi presa.

"Prendemos muitas pessoas lá. Eles iam com pedras, quebravam o vidro e assaltavam mulheres. Conseguimos identificar oito meliantes e os prendemos dentro da favela do Paraisópolis. Esse fato que aconteceu agora foi isolado", destacou.

Já a Polícia Militar informou, em nota, que desde a última terça-feira, o policiamento na região do Morumbi foi reforçado. "Tanto o 16º batalhão da Polícia Militar quanto o 12º reorientaram o policiamento na área e empregaram a Operação Visibilidade, com pontos de estacionamentos nos locais de maiores incidências criminais e bloqueios policiais."

A polícia destacou ainda que, embora nenhum boletim de ocorrência tenha sido registrado em relação aos roubos de sexta-feira, analisará as imagens das câmeras de segurança da região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos