Retomada a sessão de debates na CCJ sobre segunda denúncia contra Temer

Daiene Cardoso

Brasília

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) retomou na manhã desta quarta-feira, 18, a sessão de debates em torno do relatório do tucano Bonifácio de Andrada (MG) que pede o arquivamento da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer, e seus ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência).

A reunião, no entanto, foi aberta com a discussão rápida de um outro tema. Os membros da CCJ votaram as emendas ao projeto de lei Orçamentária de 2018 que serão encaminhadas à Comissão Mista de Orçamento (CMO).

A sessão da manhã foi aberta com 15 inscritos para discursar, sendo 14 da oposição e um governista. A oposição questiona neste momento o esvaziamento da sessão provocada pela ausência dos governistas.

Encerrada a fase de debates, o relator terá mais 20 minutos de réplica. O mesmo tempo será concedido aos advogados Eduardo Carnelós, Daniel Gerber e Antonio Pitombo, defensores dos denunciados.

Na fase final da apreciação da denúncia, será concedido tempo de encaminhamento de voto para dois parlamentares favoráveis ao parecer e dois contrários. Os partidos também poderão fazer a orientação de voto da bancada.

Os membros da CCJ terão de votar a favor ou contra o parecer de Bonifácio. A votação eletrônica será aberta, ou seja, ao final o resultado sairá no painel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos