Diretor do Instituto do Cérebro desaparece no Rio

Fábio Grellet

Rio de Janeiro

O diretor administrativo do Instituto Estadual do Cérebro, Edival Silva de Matos, de 36 anos, está desaparecido desde a noite de quinta-feira, 19, quando foi visto em um restaurante na Lapa, na região central do Rio. Desde então, não compareceu ao trabalho na sexta, 20, e continua desaparecido desde o início da tarde deste sábado, 21.

Como é natural da região Sul do País e mora sozinho no Rio, o diretor teve o seu desaparecimento notado por colegas de trabalho na sexta-feira, 20. Preocupados com a falta de notícias de Matos, eles registraram o desaparecimento na Polícia Civil. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA).

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que "estão em andamento as investigações para esclarecer o paradeiro" de Matos, e que "no momento não é possível a divulgação de outras informações, para não prejudicar o trabalho investigativo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos