Topo

Juíza determina internação provisória de atirador de Goiás

Sarah Teofilo, especial para AE

Goiânia (GO)

21/10/2017 21h11

A juíza plantonista Mônica Cézar Moreno Senhorello acatou o pedido do Ministério Público de Goiás e determinou na noite deste sábado, 21, a internação provisória, pelo prazo de 45 dias, do adolescente que atirou contra colegas de classe no Colégio Goyases, em Goiânia. Dois estudantes foram mortos e quatro ficaram feridos.

Conforme decisão, o jovem deverá se apresentar ao Juizado da Infância e Juventude na próxima segunda-feira, 23. Desde sexta-feira, 20, data do atentado na unidade educacional, ele está na Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai).