Protesto contra Temer termina em confusão no Rio

Fabio Grellet

Rio, 24

Um protesto organizado por entidades estudantis e da sociedade civil contra o governo do presidente Michel Temer (PMDB) terminou em confusão, na noite desta terça-feira (24), no centro do Rio de Janeiro.

Segundo relatos nas redes sociais, ativistas mascarados teriam começado a pichar o Palácio Pedro Ernesto, a sede da Câmara Municipal, na Cinelândia. A Polícia Militar interveio dispersando os ativistas com bombas e gás pimenta. Até as 23 horas não havia registro de feridos ou presos.

O protesto começou ao redor da Igreja da Candelária, por volta das 18 horas, e cerca de uma hora depois os manifestantes seguiram em passeata pela Avenida Rio Branco rumo à Cinelândia. Intitulada "Inaceitável", a manifestação também reuniu artistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos