Câmara arquiva 2ª denúncia contra Temer; governo perde 12 votos ante 1ª denúncia

Caio Rinaldi

São Paulo

Após pouco menos de três horas de votação no plenário da Câmara, os deputados votaram pelo arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer, a favor do relatório do deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG). Foram computados 486 votos, dos quais 251 foram favoráveis ao parecer do relator; 233 contrários, duas abstenções e 25 ausentes. Ainda houve um parlamentar que não conseguiu registrar em tempo seu voto contrário ao arquivamento da denúncia, assim como o presidente da Casa, Rodrigo Maia, que citou o regimento interno da Câmara para não manifestar seu voto.

Os 251 votos em favor do governo nesta quarta-feira ficaram abaixo da marca verificada na votação da primeira denúncia, quando Temer conseguiu 263 votos. Já a oposição passou de 227 votos na sessão de 2 de agosto para 233 votos hoje.

Em 14 de setembro, Temer foi denunciado pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por formação de quadrilha e obstrução de Justiça. Com o resultado, também escaparam da investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-geral da Presidência, Moreira Franco.

Para que a denúncia fosse encaminhada ao STF, o relatório de Bonifácio de Andrada deveria ser rejeitado por ao menos 342 deputados federais, a maioria qualificada que corresponde a dois terços dos 513 parlamentares na Casa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos