Vítima do atirador em escola de Goiânia fica paraplégica

Ana Paula Niederauer

A adolescente Isadora de Moraes, de 14 anos, baleada no colégio Goyases na sexta-feira, 21, ficou paraplégica devido uma lesão na medula espinhal, informou o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO).

Segundo o último boletim médico do hospital, divulgado nesta quarta-feira, 25, a garota está em estado de saúde regular, consciente e respira sem ajuda de aparelhos.

Em nota, o Hospital HUGO afirmou que a jovem continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sem previsão de alta.

"A adolescente apresenta uma lesão na medula espinhal, no nível da 10ª vértebra da coluna torácica, que comprometeu os movimentos dos membros inferiores de forma definitiva. A paraplegia já havia sido diagnosticada no dia de sua admissão, mas não informada até então a pedido de familiares", explica a nota.

Esperança

Nesta terça-feira, 24, foi realizado um culto ecumênico em homenagem às vítimas da tragédia que atingiu a escola. O local foi palco de um ataque a tiros na sexta-feira, 20, que deixou dois alunos mortos e quatro feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos