Topo

CPMI da JBS aprova requerimento para convite de Gilmar, Moro e Dallagnol

Renan Truffi e Breno Pires

Brasília

2017-10-31T12:19:00

31/10/2017 12h19

A CPMI da JBS aprovou requerimentos para convidar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, o juiz da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, Sérgio Moro, e o procurador da República do Ministério Público Federal do Paraná, Deltan Dallagnol.

A CPMI também aprovou o convite do presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, e do ex-juiz e idealizador da Lei da Ficha Limpa, Marlon Reis. Ainda não há data prevista para serem ouvidos.

Os convites foram aprovados na mesma sessão em que foi trazido para depor o ex-executivo do Grupo J&F Ricardo Saud, que firmou acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal, homologado pelo Supremo em maio, mas atualmente encontra-se com o acordo suspenso. Saud preferiu ficar calado argumentando que só falará quando tiver seus direitos restabelecidos.

Enquanto discutiam os nomes de Moro, Dallagnol e Mendes, foram citados os nomes da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal. Um parlamentar, no entanto, falou que trazer Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso ao mesmo tempo poderia não ser uma boa ideia, depois de eles terem discutido em sessão do plenário do Supremo na semana passada.