Pezão diz que entrará com interpelação judicial contra ministro da Justiça

Constança Rezende

Rio

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), informou nesta quarta-feira, 1º, que vai entrar com uma "interpelação judicial" contra o ministro da Justiça, Torquato Jardim. Pezão disse à reportagem que o objetivo do procedimento é para que o ministro "informe o que ele tem contra a cúpula (da Policia) e os policiais".

"(A interpelação) É para que o Estado possa tomar providências contra esses desvios como já estamos realizando em diversos casos", explicou o governador à reportagem.

Ainda segundo Pezão, a Procuradoria Geral do Estado (PGE) está elaborando o documento. A assessoria da PGE ainda não confirmou oficialmente a informação.

A interpelação judicial é usada para casos, referências, alusões ou frases, em que se infere calúnia, difamação ou injúria. Quem se julga ofendido, pode pedir explicações em juízo. Quem se recusa a responder, ou não se justifica, pode responder por ofensa.

Nesta terça-feira, 31, Torquato acusou políticos e comandantes de batalhão de se associarem ao crime organizado no Rio. Também afirmou que o governador fluminense o secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, não têm controle sobre a Polícia Militar. Ambos rebateram a declaração.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos