Na PUC-RJ, pais preferem aguardar saída dos filhos da prova

Constança Rezende

Rio de Janeiro

Muitos alunos foram fazer a prova do Enem neste domingo, 5, na PUC-RJ, acompanhados dos pais, que ficaram aguardando por sua saída. Foi o caso de Laila Ribeiro, de 19 anos. Moradora de Ipanema, ela saiu de casa uma hora e meia antes da prova para não se atrasar. "Este é meu segundo ano tentando. Quero cursar medicina e passei até a última semana estudando. No fim de semana relaxei para fazer a prova tranquila", disse a estudante, que adiantou o horário de almoço da família.

A bióloga Zeneida Teixeira chegou antes de os portões abrirem com a filha Júlia, de 17 anos, que quer cursar matemática. Ela tentou entrar na universidade para ficar esperando no local, mas foi impedida pelos seguranças. "Estou mais tensa do que ela. Vou ficar esperando aqui até ela sair. Eu queria entrar, mas o rapaz não deixou", lamentou.

A entrada de alunos na PUC-Rio foi tranquila e não houve cenas de alunos atrasados, como costuma acontecer. Uma fila que tomou um quarteirão da universidade se formou por volta das 11h40, 20 minutos antes de os portões abrirem.

Alguns minutos antes de os portões se fecharem, ao meio-dia, pelo menos cinco estudantes correram para conseguir passar. Dois alunos foram barrados e não puderam fazer a prova, um porque esqueceu a identidade e outro porque levou uma xerox do documento que não foi aceita.

A Polícia Militar resolveu aumentar o seu contingente para a realização da prova neste domingo. Segundo a corporação, 2.386 policiais fazem a segurança dos 631 locais de prova, para um total de 440 mil inscritos. O efetivo está nas ruas desde as 5h30, de acordo com a PM.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos