Operação Lava Jato

Lava Jato no Rio é prorrogada por 6 meses

Constança Rezende

Rio

  • Leonardo Wen 12.jun.2017 /Folhapress

    O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio

    O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pela Lava Jato no Rio

O Tribunal Regional da 2ª Região (TRF2) prorrogou por mais seis meses o trabalho da força-tarefa da Operação Lava Jato do Rio. A medida foi autorizada pelo presidente da Corte, o desembargador André Fontes. O pedido da continuação dos trabalhos foi feito pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que cuida dos processos da Lava Jato no Rio.

Atualmente, o trabalho no Rio conta com a atuação de nove procuradores do Ministério Público Federal do Rio. A força-tarefa já trabalhou em 16 processos contra o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral Filho (PMDB). Ele foi identificado como chefe de suposta organização criminosa que teria desviado dos cofres do Estado.

Cabral já foi condenado a mais de 72 anos de prisão como resultado das investigações, por crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertencimento a organização criminosa.

O ex-governador, preso preventivamente desde 17 de novembro de 2016, nega as acusações. Afirma ter usado dinheiro de sobras de caixa 2 de recursos de campanha, um crime de menor gravidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos