Deputados presos têm maioria na Alerj, mas haverá pressão, diz deputado do PSOL

Fabio Grellet

Rio

O deputado estadual oposicionista Eliomar Coelho (PSOL) reconheceu que a maioria da Assembleia Legislativa do Rio é aliada dos três deputados que tiveram sua prisão decretada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) na tarde desta quinta-feira, 16. A proximidade indica que é grande a chance de os parlamentares revogarem a decisão da Justiça. Mas, segundo o deputado, haverá grande pressão popular pela manutenção da decisão judicial, que será submetida à apreciação dos parlamentares.

Eliomar comemorou a decisão da Justiça que mandou para a cadeia o presidente da Casa, Jorge Picciani, o ex-presidente Paulo Melo e o presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Edson Albertassi, todos do PMDB. "Então, esperamos que essa pressão dê resultado, os deputados percebam que precisam atender a população, e as prisões sejam mantidas", afirmou.

Para esta sexta-feira, 17, está marcada uma manifestação em frente ao Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa, na Praça XV, no centro do Rio. Programado para as 12h, o ato público vai exigir que os três deputados fiquem presos. A sessão da Assembleia que vai decidir se mantém ou revoga a prisão deve acontecer a partir das 15h.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos