Polícia faz reconstituição da morte de meninas encontradas em carro em SP

Ana Paula Niederauer

A Polícia Civil fez, na manhã desta quinta-feira, 16, a reconstituição do assassinato das duas meninas encontradas mortas dentro de um carro na zona leste de São Paulo, no dia 12 de outubro.

As meninas Adrielly Mel Severo Porto, a Mel, e Beatriz Moreira dos Santos, a Bia, ambas de 3 anos, estavam desaparecidas desde o dia 24 de setembro e foram encontradas mortas dentro de uma van no Dia das Crianças.

Segundo a Polícia Civil, as meninas brincavam por vielas do Jardim Lapena, na zona leste da capital, quando dois homens que bebiam em um bar ofereceram doce a elas. Atraídas a um barraco, elas foram esganadas até a morte e, depois, estupradas.

Os vizinhos Marcelo Pereira Souza, que confessou o crime, e Everaldo de Jesus Santos foram presos no dia 20 de outubro.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), um terceiro suspeito, parente de uma das crianças, foi preso no dia 30 de outubro em cumprimento à prisão temporária de 15 dias. Segundo o texto, essa temporária foi prorrogada por mais 15 dias. Na nota da SSP não foi divulgado o nome e nem o grau de parentesco do homem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos