Começa sessão da CCJ na Alerj que analisará prisão de deputados do PMDB

Constança Rezende

Rio

Começou no período da tarde desta sexta-feira, 17, a sessão da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que vai analisar o pedido de manutenção da prisão de Jorge Picciani (PMDB), Paulo Melo (PMDB) e Edson Albertassi (PMDB). Sete deputados vão participar da votação: Luiz Paulo Correa da Rocha (PSDB), Rafael Picciani (PMDB), Milton Rangel (DEM), Carlos Minc (sem partido) e o presidente da comissão, Chiquinho da Mangueira (Podemos). Além de Gustavo Tutuca (PMDB) e Rosenverg Reis (PMDB), que substituíram Paulo Melo e Edson Albertassi, que eram membros da CCJ (este último era o presidente).

A sala está lotada, vários deputados que não fazem parte da sessão também vieram para assistir, entre eles Carlos Osório (PSDB), Marcelo Freixo e Eliomar Coelho, ambos do PSOL.

O presidente da CCJ Chiquinho da Mangueira decidiu fechar a sessão apenas para deputados e a imprensa foi expulsa do local. Ele disse que se baseava em regimento interno para decretar sigilo da reunião.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos