Temer diz a site que reforma ministerial será paulatina e conversa com líderes

Carla Araújo

Brasília

O presidente Michel Temer reconheceu, ao site Poder 360, que a reforma ministerial não será feita de uma vez só e que não será a troca de cargos que garantirá a aprovação da reforma da Previdência.

Ao site, Temer disse que fará a reforma ministerial "paulatinamente até março" e afirmou que uma ampla mudança no alto escalão do governo agora não seria útil nem para o governo nem para o País. Ele disse ainda que "não é isso trocas nos ministérios que vai permitir a reforma da Previdência. Mas o convencimento".

Nesta terça-feira, 21, o presidente incluiu na agenda um encontro com o deputado Baleia Rossi (PMDB-SP), líder do PMDB na Câmara dos Deputados, e o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder do governo na Casa. Baleia vem tentando emplacar um nome na Secretaria de Governo, no lugar de Antonio Imbassahy. Apesar disso, o tucano, que está cada vez mais próximo do presidente, tem ganhado sobrevida no governo e não há indicações de uma troca imediata.

Hoje pela manhã, em cerimônia no Planalto, Temer destacou a unidade de sua equipe e fez elogios aos ministros. "Temos feito um trabalho muito harmônico, muito conjugado, não há divergências no nosso ministério", afirmou, destacando que essa unidade tem permitido que o governo colha dados "extremamente positivos".

Temer disse ainda que tem muita "alegria" e uma "honra extraordinária" em presidir o País neste momento e voltou a elogiar a sua equipe: "porque estou ancorado no ministério desse porte, dessa qualidade, e amparado no Congresso Nacional."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos