Topo

Doria admite que pode concorrer a governador e diz que Huck está "fora do jogo político"

Amanda Perobelli/Estadão Conteúdo
12.nov,2017 - Alckmin e Doria chegam para a convenção estadual do PSDB, em SP Imagem: Amanda Perobelli/Estadão Conteúdo

Marcelo Osakabe

São Paulo

23/11/2017 17h55

O prefeito João Doria (PSDB) admitiu nesta quinta-feira (23) a possibilidade de disputar o governo do Estado. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o tucano declarou que esta é uma opção "caso fortaleça o projeto nacional" do partido.

Na entrevista, Doria fez ainda um aceno ao governador Geraldo Alckmin, com quem disputa o posto de presidenciável da sigla.

"É uma opção sim (a disputa do governo estadual). Se isso fortalece uma candidatura do PSDB, uma candidatura de Geraldo Alckmin para que possa conduzir uma campanha vitoriosa à presidência do Brasil, eu tenho que estar do lado do Brasil, não posso me opor a isso."

O prefeito notou, no entanto, que a candidatura ao Palácio dos Bandeirantes é uma decisão que depende não apenas dele, mas do partido.

"O PSDB de São Paulo sairá unido, não há menor hipótese de fissura, distanciamento entre o governador e eu. Somando forças com vistas ao projeto de 2018, para salvar o Brasil. Se for a do governador Alckmin, terá o meu apoio", reiterou.

Doria comentou ainda a Pesquisa Barômetro Político Estadão/Ipsos, que mostrou a avaliação do apresentador de TV Luciano Huck subir de 43% para 60% em dois meses. "A aprovação do Huck cresceu de fato, mas o Luciano está fora do jogo político. A hora que colocar o pezinho dentro dessa frigideira, as coisas tendem a mudar", avaliou.