Justiça notifica MP e defesa de Maluf para se manifestarem sobre laudo médico

Breno Pires e Luiz Vassallo

Brasília e São Paulo

Ainda antes de decidir se o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) deve seguir ou não para a prisão domiciliar, o juiz Bruno Aielo Macacari, da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, notificou nesta terça-feira, 26, a defesa de Maluf e o Ministério Público para que se manifestem a respeito do laudo pericial do Instituto Médico-Legal sobre a saúde de Maluf, sem fixar prazo para isso.

O Laudo 52111, do Instituto Médico-Legal de Brasília, conclui que o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) não precisa de "cuidados contínuos que não possam ser prestados" no Complexo Penitenciário da Papuda. "Todavia, deverá ter acompanhamento ambulatorial especializado."

Além disso, o juiz pediu que o Centro de Detenções Provisórias (CDP) da Papuda responda perguntas feitas pela defesa de Maluf sobre a estrutura do local. O juiz tem tratado o caso com urgência, mas, como ainda faltam chegar as informações, não é garantido que a decisão seja tomada hoje.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos