Líder do PTB diz que saída de Nogueira está 'dentro da absoluta normalidade'

Daiene Cardoso e Renan Truffi

Brasília

Líder do PTB na Câmara, o deputado Jovair Arantes (GO) alegou que a saída do deputado federal licenciado Ronaldo Nogueira do Ministério do Trabalho era algo acordado com a bancada e que a previsão inicial do pedido de demissão era outubro. De acordo com Jovair, a bancada pediu para que Nogueira ficasse no cargo até dezembro. "Está tudo dentro da regra, do jogo e sem nenhuma crise. Está tudo dentro da absoluta normalidade", disse o parlamentar.

Jovair explicou que Nogueira é candidato à reeleição e que precisa preparar sua campanha no Rio Grande do Sul. Já o deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), que deve ficar com a pasta, não vai disputar a reeleição.

O líder do PTB negou que o resultado ruim do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta quarta-feira, 27, tenha influenciado na demissão. Segundo o levantamento, o Brasil fechou 12.292 vagas de emprego formal em novembro. O saldo negativo de novembro interrompe a sequência de sete meses seguidos de geração de empregos formais e decorre de 1.111.798 admissões e de 1.124.090 demissões. "Esse foi o melhor Caged dos últimos anos", comentou Jovair.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos