Temer decide ir ao Sírio-Libanês para fazer o retorno também no cardiologista

Carla Araújo

Brasília

O presidente Michel Temer decidiu ir ao Hospital Sírio-Libanês e, segundo a Secretaria de Comunicação da Presidência, aproveitará o retorno na urologia para também fazer consultar com o cardiologista, já que também se submeteu nos últimos meses à colocação de stents para a desobstrução de artérias. Além da consulta com o urologista Miguel Srougi, para uma reavaliação de seu quadro clínico depois de ser submetido a uma cirurgia para desobstrução do canal urinário e uso de sonda por algumas semanas, Temer também deve se consultar com o cardiologista Roberto Kalil.

Temer decolou para São Paulo por volta de 13h30, mas a assessoria de imprensa não informou o horário das consultas. A previsão é que Temer fique pelo menos até sexta-feira em São Paulo. Também está previsto um encontro com o advogado Antonio Claudio Mariz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos