Fortes chuvas voltam a causar estragos em cidades catarinenses

Aline Torres, especial para o Estado

Florianópolis

Fortes chuvas voltaram a atingir Santa Catarina Na madrugada desta quarta-feira, 17, causando estragos em 14 cidades. Muitas ainda estavam em fase de reconstrução e limpeza das ruas após o temporal da semana passada.

O norte, o Vale do Itajaí e o litoral do Estado foram as regiões mais afetadas. Florianópolis está novamente alagada. Após ter chovido, em apenas dois dias, 400 mm na semana passada, o que equivale à média dos meses de janeiro e fevereiro, nas últimas 24 horas choveu mais 110 mm, de acordo com a Defesa Civil.

O órgão recebeu mais de 250 ligações de moradores comunicando pontos de alagamento na capital. Houve transtornos no trânsito e mudanças na circulação dos ônibus. As principais rodovias de acessos ao norte, sul e leste da ilha estão com pontos de alagamentos, deslizamentos e degradações no asfalto. Na Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição, uma cratera se abriu próximo à casa noturna John Bull Pub. Moradores do bairro Ratones estão sem poder sair de casa, desde que a ponte na Servidão Hercílio Augusto da Cunha caiu há quase uma semana.

A estimativa do diretor da Defesa Civil de Florianópolis, Luiz Eduardo Machado, é de que 35 mil moradores da ilha tenham sido atingidos diretamente pelas enxurradas desde o dia 9. A expectativa dessas pessoas é de que a Secretaria Nacional da Defesa Civil reconheça a situação de emergência de Florianópolis, decretada pelo prefeito Gean Loureiro (MDB), para que possam ter acesso ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A Defesa Civil também contabiliza danos nos municípios de Coronel Martins, Brusque, Blumenau, Chapecó, Gaspar, Presidente Nereu, Leoberto Leal, Xaxim, Galvão, Rio do Sul, Joinville, Itapema, Salete. As duas maiores cidades do Estado, Joinville, no Norte, e Blumenau, no Vale do Itajaí, sofrem com alagamentos e deslizamentos de terra.

Mortes

Nesta terça-feira foi encontrado, em Balneário Camboriú, o corpo do haitiano Vladimy Marcellus, de 34 anos, que estava desaparecido desde a quinta-feira, 11. Conforme o Corpo de Bombeiros, ele teria tentado desobstruir uma canalização quando foi levado pela chuvarada. Outras três pessoas morreram em consequência das fortes chuvas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos