MPL protesta durante inauguração da estação de metrô Higienópolis-Mackenzie

Juliana Diogenes

São Paulo

Uma confusão marcou a inauguração da estação Higienópolis-Mackenzie, da Linha 4-Amarela do Metrô, na manhã desta terça-feira, 23. Quando o governador Geraldo Alckmin (PSDB) chegou, quinze integrantes do Movimento Passe Livre (MPL) abriram a faixa "4 reais nunca" e começaram a gritar em protesto contra o aumento das tarifas de ônibus, metrô e trem.

Seguranças da ViaQuatro e dois homens que aguardaram Alckmin tentaram impedir a entrada dos manifestantes e puxaram a faixa do grupo. Os membros do protesto foram expulsos.

Houve empurra-empurra e a integrante do MPL Anna Silva, estudante de 20 anos, foi machucada. Apoiadores do tucano gritaram "Alckmin! Alckmin! Alckmin!". Um ato do MPL está marcado para as 17h desta terça-feira no cruzamento da Avenida São João com a Avenida Ipiranga, esquina histórica da capital paulista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos