Movimentos agrários realizam manifestação pelo País em defesa de Lula

José Maria Tomazela

Sorocaba

Integrantes do Movimento Social de Luta (MSL) voltaram a ocupar a Fazenda Espinheiro Preto, na madrugada desta quarta-feira, 24, em Dracena, interior de São Paulo. Antes de entrar na área, cerca de 50 militantes bloquearam a rodovia vicinal Noritaro Murata. A estrada já foi liberada.

A fazenda já havia sido ocupada na semana passada. Os manifestantes protestam contra a condenação do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e pedem a retomada da reforma agrária.

No sul da Bahia, integrantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL) bloquearam a rodovia BR-101, em Teixeira de Freitas, na manhã desta quarta-feira, em defesa do ex-presidente Lula e para reivindicar a reforma agrária. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deslocou viaturas para o local e informou que agentes negociam a liberação da pista.

Em Mato Grosso do Sul, militantes da Frente Nacional de Luta Campo e Cidade (FNL), movimento dirigido por José Rainha Junior, bloquearam a entrada da unidade da empresa JBS, na Vila Popular, em Campo Grande (MS), na manhã desta quarta-feira. Os manifestantes pedem o direito do ex-presidente Lula de concorrer à eleição presidencial deste ano. A Polícia Militar acompanha o protesto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos