Presidente em exercício, Maia assina pedido de crédito para área de educação

Carla Araújo e Daiene Cardoso

Brasília

Em um discurso de menos de dois minutos, o presidente da República em exercício, Rodrigo Maia, disse nesta quarta-feira, 24, durante cerimônia de pedido de autorização de empréstimo para reforma do Ensino Médio, que ficava alegre por poder assinar algo em prol da educação.

Segundo ele, o fato de estar na condição de presidente da República fará com que entre na sua historia a marca de ter colaborado com este tema. Maia e o ministro da Educação, Mendonça Filho, assinaram a mensagem que será enviada ao Senado Federal com o pedido de autorização de empréstimo junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) - o Banco Mundial - para apoiar a implementação do Novo Ensino Médio em todo o País.

No seu rápido discurso, Maia salientou que espera que com os novos recursos a evasão escolar "possa se reduzir a um nível aceitável". O presidente aproveitou para elogiar Mendonça Filho, que também é do DEM e disse que ele vem exercendo o trabalho "com muita competência". De acordo com o ministério da Educação, o pedido de empréstimo feito ao Senado é no valor de US$ 250 milhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos