PM baleado na Rocinha não resiste e Rio já tem dez policiais mortos neste ano

Constança Rezende

Rio

O policial militar Tiago Chaves da Silva morreu na noite desta quinta-feira, 25 em decorrência de ferimentos durante um tiroteio da favela da Rocinha, na zona do Rio. Pelo menos seis pessoas foram baleadas neste confronto. Silva era lotado no Batalhão de Choque e estava internado no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, também na zona. Com a morte de Silva, já são dez policiais mortos neste ano na capital fluminense.

Na manhã desta sexta-feira, 26, moradores relataram novos confrontos pelas redes sociais. Muitos estão sem energia elétrica e fornecimento de água.

No confronto da quinta-feira, a base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha também foi atingida. A corporação frisou que não foi um ataque direcionado à UPP e que as perfurações "foram decorrentes de confronto armado que ocorreu entre criminosos e equipe do Bope (o grupo de elite da PM) nas proximidades."

Segundo o aplicativo Onde Tem Tiroteio, foram registrados pelo menos oito trocas de tiros intensas na favela ao longo desta quinta. Foram apreendidos sete fuzis, quatro pistolas e uma granada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos