Ausência de Lula nas eleições 'tensiona' a situação política do País, diz Temer

Renan Truffi e Marcelo Osakabe

São Paulo e Brasília

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira, 29, que a não participação do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições "tensiona" o quadro político no Brasil. Em entrevista ao vivo ao programa Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes, em São Paulo, Temer afirmou que seria importante que Lula fosse "derrotado nas urnas".

"De certa forma, a não participação de Lula na eleição tensiona o País", disse Temer. "A figura do Lula é de muito carisma, não dá para dizer que ele está morto politicamente", afirmou.

Temer evitou fazer considerações jurídicas sobre a condenação de Lula e também não quis falar sobre quem será o candidato oficial do governo à Presidência da República. "Vocês me convidam no final de maio que eu digo (quem é o candidato do governo)", respondeu.

O presidente minimizou o fato de existirem duas pré-candidaturas à Presidência ligadas a sua gestão: uma do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e outra do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD). "Não atrapalha", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos