'Está se dando um salto triplo sem rede' diz Maia sobre intervenção no Rio

Daiene Cardoso, Igor Gadelha, Isadora Peron e Adriana Fernandes

Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), classificou como um "salto triplo sem rede" a intervenção no Rio de Janeiro e reafirmou que erros não poderão ocorrer na ação. "Está se dando um salto triplo sem rede, não pode errar", disse, em encontro com jornalistas na manhã desta sexta-feira, 16.

Questionado mais de uma vez sobre o que seu pai, o vereador e ex-prefeito do Rio Cesar Maia (DEM), pensava do decreto de intervenção no Rio de Janeiro, Maia desconversou e sugeriu que os jornalistas ligassem para ele.

Um pouco antes, o presidente da Câmara defendeu mudanças no Estatuto do Desarmamento e informou que o tema será colocado em discussão no Congresso no esperado pacote de segurança. "Acho que a matéria vem junto com essa pauta de segurança", disse.

Maia acha que a lei inviabilizou pessoas habilitadas terem armas. O presidente da Câmara vai colocar o tema em discussão em grupo de trabalho que ainda será criado.

Twitter

Em post publicado no Twitter, Maia escreveu que a população do Rio vive hoje em "desespero". O presidente da Câmara, que é deputado pelo Estado do Rio, rebateu a informação de que teria sido contra a intervenção. "Eu sempre apoiei a intervenção federal no Rio", escreveu.

Relatos da reunião desta quinta-feira, 15, do presidente Michel Temer para decidir sobre a intervenção, mostraram que o presidente da Câmara não era favorável pela intervenção e, depois, foi convencido.

No post, Maia disse que tem certeza que a medida conta com o apoio da população carioca e fluminense. "O governador (Pezão) admite que este é o único caminho para se estabelecer a ordem", afirmou. Segundo Maia, não há ambiente no Rio onde as pessoas se sintam seguras.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos