Maia: na parte em que estive da reunião, Pezão disse ser a favor de intervenção

Isadora Peron, Daiene Cardoso e Igor Gadelha

Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que o governador Luiz Fernando Pezão (MDB-RJ) se mostrou favorável à intervenção no Rio - pelo menos "na parte" na qual o presidente da Câmara participou da reunião realizada com o presidente Michel Temer.

Maia chegou depois que a reunião com o presidente e ministros já havia começado. Inicialmente, o governador do Rio teria resistido a aceitar a proposta. Segundo Maia, Pezão tinha uma proposta parecida, mas o plano não andou.

Maia disse que caberá a Temer detalhar o plano, para que ele "tenha início, meio e fim". Afirmou, também, que o presidente queria que ele falasse mais durante a reunião, mas como o plano já estava traçado, não havia muito o que discutir.

Apesar da resistência em relação ao plano, o presidente da Câmara elogiou o nome do general Walter Braga Neto para conduzir a intervenção federal no Estado. "A pessoa escolhida para ser o interventor é de grande qualidade."

Maia também afirmou que muita gente no Rio está demandando uma solução, "em qualquer parte da cidade" e que teve uma reunião com pessoas da sociedade civil na terça-feira de carnaval (13) no Rio discutindo a possibilidade de intervenção.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos