Assaltantes usam bikes na Praça da República, no centro de SP

Renata Okumura

São Paulo

Quem frequenta a Praça da República, na região central de São Paulo, reclama que ultimamente aumentou o número de assaltos provocados pelas "gangues de bike".

O morador da região Edson Olímpio flagrou um dos assaltos. Na gravação feita por ele, é possível ver os jovens de bicicleta passarem em frente à Praça da República, no sentido da Consolação. De repente, eles retornam pelo mesmo caminho, em velocidade maior, arriscando-se entre os carros. Em seguida, duas mulheres aparecem correndo. Uma delas chamou a viatura da Polícia Militar que segue em busca dos assaltantes.

Olímpio passa pela região quatro vezes por semana. "Flagrei a ação de menores que circulam de bicicleta na praça. Eles ficam rodando de bike de um lado para o outro observando as pessoas distraídas para roubarem o celular", revelou.

Comerciantes da região também estão assustados com o número de assaltantes usando bikes. "Algumas pessoas costumam andar pela praça com o celular na mão. Já vi casos de um ladrão de bike bater o guidão no braço de uma pessoa para tentar pegar o celular. Em uma das vezes, só não conseguiu levar o aparelho porque o celular caiu no chão. As pessoas ficam assustadas, mas já fica o alerta para não andar com celular na mão por aqui", alertou a vendedora Paula Ferreira.

A Polícia Civil informa que são realizadas operações mensais na região da Praça da República para combater os crimes contra o patrimônio na área. Em 2017, foram realizadas 902 prisões em flagrante com 1.002 pessoas presas, além de 2.059 telefones celulares recuperados.

"Por meio do trabalho investigativo, também foi possível promover 302 reconhecimentos fotográficos, além de 315 esclarecimentos com o reconhecimento de criminosos por parte de vítimas e testemunhas", destacou a nota.

A Polícia Militar acrescenta que o policiamento ostensivo e preventivo na região é realizado pelo 7º BPM/M, por meio dos programas: Policiamento Comunitário, Radiopatrulhamento, Patrulhamento com bicicletas, Rocam (Rondas Ostensivas com Auxílio de Motocicletas), além da Atividade Delegada.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo ressalta a importância do registro do boletim de ocorrência para a devida apuração dos casos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos