Maioria de deputados do Rio vota a favor de decreto; Cristiane Brasil falta

Isadora Peron e Daiene Cardoso

Brasília

A bancada do Rio na Câmara votou majoritariamente a favor do decreto de intervenção na Segurança Pública do Estado. Dos 42 deputados, 33 apoiaram a medida. A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), que desistiu de tentar assumir o Ministério do Trabalho, não compareceu à votação, apesar de estar em Brasília.

O decreto foi aprovado por 340 deputados, recebeu 72 votos contrários e uma abstenção. O texto deve ser analisado ainda nesta terça-feira, 20, pelo Senado.

De malas prontas para o PT, o deputado Celso Pansera (MDB-RJ) também votou contra a intervenção, mostrando-se alinhado com a orientação de seu futuro partido. Na Rede, o deputado Alessandro Molon (RJ) foi o único a votar contra a medida. Seu colega, Miro Teixeira (RJ), votou a favor.

Um raio-X da votação mostra que os votos contrários ao decreto sobre a intervenção no Rio se concentraram no PT, PCdoB e PSOL, que votaram fechado contra a medida.

Entre os parlamentares da base aliada, surpreenderam alguns votos contra a medida adotada pelo governo federal, como os dos deputados Newton Cardoso (MDB-MG) e João Gualberto (PSDB-BA) e do Delegado Waldir (PR-GO), que é membro da bancada da bala.

Ex-vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (Avante-MA) também não apoiou a medida. No PP, o único voto contra a intervenção foi do ex-governador de Santa Catarina, Esperidião Amin (PP-SC).

Mesmo estando na oposição, o PSB votou em peso a favor da intervenção, com exceção da deputada Janete Capiberibe (PSB-AP).

As bancadas do DEM, PDT, Solidariedade, PTB, PHS, PPS, PSL, PRB, PSC e PSD deram 100% dos votos a favor da medida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos