PUBLICIDADE
Topo

Wagner Rossi deixa sede da Polícia Federal em Ribeirão Preto

Sergio Lima/Folhapress
Imagem: Sergio Lima/Folhapress

Gustavo Porto

Ribeirão Preto

29/03/2018 11h55

O ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi deixou por volta das 11h30 a sede da Polícia Federal (PF) em Ribeirão Preto (SP), onde prestou depoimento na manhã desta quinta-feira, 29, após ser preso temporariamente no âmbito da operação Skala.

Na garagem da PF, antes de entrar em um veículo que o conduzirá ao Instituto Médico Legal (IML) para exames, Rossi, que presidiu a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) em 1999 e 2000, disse que não tinha nada a declarar sobre sua detenção. Após os exames no IML, o ex-ministro será levado à superintendência da PF em São Paulo.

Segundo o advogado que acompanhou o ex ministro, Abmaílson Santos de Oliveira, a defesa tentará um recurso para revogar a prisão junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). Oliveira disse ainda que a prisão não era necessária e acrescentou que durante o depoimento Rossi foi indagado sobre o período em que ele sequer trabalhava no serviço público