Luzes para Marielle

Roberta Jansen

Rio de Janeiro

A morte da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do seu motorista Anderson Gomes foi lembrada no início da noite desta segunda-feira, 2, em diferentes pontos do Rio de Janeiro, com o evento "Luzes para Marielle e Anderson". Via redes sociais, a população foi convidada a, às 19h, acender uma luz - vela, celular, isqueiro - para as vítimas do crime ocorrido em 14 de março.

A Câmara dos Vereadores, no Centro, onde Marielle Franco cumpria mandato parlamentar, foi um dos pontos de concentração do movimento. A companheira de Marielle, a arquiteta Mônica Benício, estava em frente à escadaria da câmara, onde acendeu uma vela. No local do crime, no Estácio, várias velas foram acesas na calçada.

O deputado estadual do PSOL, Marcelo Freixo, afirmou que estaria em frente à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), também no Centro, antes de seguir para um evento com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Circo Voador. Nas escadarias da Alerj, também foram acesas velas.

"É uma luz para este País, para que a gente possa ter um momento de mais clareza", disse o deputado. As homenagens não se limitam ao Rio de Janeiro. Elas foram confirmadas em diversos Estados (São Paulo, Paraná, Minas e Piauí, entre eles) e em pelo menos quatro países: Estados Unidos, Itália, Peru e Equador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos