Topo

É legítima e natural uma candidatura do MDB, diz Alckmin

Caio Rinaldi

São Paulo

03/04/2018 14h53

Em sua última semana como governador de São Paulo, Geraldo Alckmin explicou que considera "natural" que haja um leque amplo de candidatos de Centro ao Palácio do Planalto nas eleições presidenciais deste ano. "É natural que, num País que tem tantos partidos políticos, com um quadro multipartidário, haja um número elevado de candidatos", afirmou Alckmin a jornalistas, após participar de solenidade na região central da capital paulista.

Questionado pela reportagem sobre a filiação do atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, ao MDB e os possíveis desdobramentos caso Meirelles ingresse na disputa presidencial, o governador se mostrou despreocupado. "É legítima e natural uma candidatura do MDB. É bom que ocorra", declarou. O governador voltou a defender uma reforma política para "reduzir o número de partidos e torná-los mais programáticos".

Habeas Corpus de Lula

Em relação ao julgamento, nesta quarta-feira, 4, do pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para que o ex-mandatário responda em liberdade até que sejam esgotados os recursos, Geraldo Alckmin pregou harmonia e respeito entre os poderes. "Temos que aguardar e respeitar o Poder Judiciário", disse. "Os poderes são independentes, o judiciário existe justamente para garantir o cumprimento da lei e da Constituição. Vamos aguardar."

Empreendedorismo

Nesta manhã, Alckmin participou do lançamento do Centro Nacional de Referência em Empreendedorismo, Tecnologia e Economia Criativa, que será sediado no Palácio dos Campos Elísios, antiga sede do governo estadual. A administração do Centro será de responsabilidade do Sebrae-SP.

"Está no DNA de São Paulo estar na vanguarda do desenvolvimento. Nada mais natural do que criar um espaço como esse, um centro nacional voltado à inovação", declarou o tucano durante sua fala.

O presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos, informou que a entidade já buscava um prédio na capital paulista para receber um centro voltado à tecnologia e inovação. "Na cidade de São Paulo está 70% da decisão de investimento do Brasil. Um centro nacional nos permite trazer talentos da inovação, no Brasil inteiro, para dar uma contrapartida de acesso ao mercado", comentou.

A decisão de utilizar o Palácio dos Campos Elísios, comentou Afif, vai ao encontro da procura do Sebrae por um espaço adequado, assim como contribui com o governo estadual, já que transferiu integralmente para a entidade os custos de manutenção do prédio histórico. "É muito interessante para nós. Estamos usando um prédio antigo e histórico para projetar o futuro", afirmou Afif.