Movimentos fazem primeiro ato juntos em SP depois do impeachment

Daniel Weterman e Marianna Holanda

São Paulo

O protesto desta terça-feira, 3, é a primeira manifestação que reúne os movimentos que encabeçaram os protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff após 2016 - Movimento Brasil Livre, Vem pra Rua e Endireita Brasil, de acordo com integrantes.

O líder do movimento Endireita Brasil, Ricardo Salles, afirmou que o protesto desta terça-feira serve para dar um recado ao Supremo Tribunal Federal. "Ninguém aguenta mais a impunidade no Brasil. Não pode ser um julgamento casuísta como esse do Lula para destruir toda a construção contra a impunidade", disse.

Salles, que é ex-secretário do Meio Ambiente do governo Geraldo Alckmin em São Paulo e filiado ao Partido Novo, destacou que, se Lula conseguir o habeas corpus no STF, os movimentos voltarão a protestar nas ruas.

Na Avenida Paulista, o movimento usa um caminhão com um pedalinho e um boneco representando Lula vestido de presidiário, além de ter um integrante fantasiado de presidiário e com uma máscara em alusão ao petista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos