Moro tem obsessão, ódio e rancor a Lula, diz Gleisi Hoffmann

André Ítalo Rocha

São Bernardo do Campo

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou na noite desta quinta-feira, 5, que não há outro motivo para justificar a decisão do juiz Sérgio Moro de emitir um mandado de prisão contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que "não seja a sua obsessão, ódio e rancor" ao ex-presidente.

"Chega a ser doentio por parte do juiz Moro não observar prazos recursais que ainda temos diante do TRF-4, sequer esperar a publicação da decisão do STF. Isso é um atentado à democracia, aos direitos do presidente Lula", afirmou a senadora. "Moro não conseguiu mostrar provas nem o crime que Lula cometeu", acrescentou.

Para Gleisi, a decisão de Moro é uma tentativa de impedir uma medida que pudesse suspender a pena de Lula. "É lamentável que um juiz tenha esse tipo de postura, depondo contra a democracia e a justiça brasileira. Volto a repetir: só há uma justificativa, que é a obsessão do juiz Moro em perseguir o presidente Lula", disse.

As declarações da presidente do PT foram dadas a jornalistas no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde ocorrerá ato de apoio ao ex-presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos