'Presidente' que gosta de subornos leva país à ruína, escreve Bretas no Twitter

São Paulo

  • Arte/UOL

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, responsável pela Lava Jato no Estado, publicou na manhã desta quinta-feira, 5, em sua página pessoal no Twitter, um texto com referência ao resultado desta madrugada no STF que, por seis votos a cinco, rejeitou o habeas corpus da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e abriu caminho para a sua prisão.

Citando o provérbio bíblico 29:4 - "O rei que exerce a Justiça dá estabilidade ao país, mas o que gosta de subornos o leva à ruína" -, o magistrado pontuou: "Eis um texto milenar para reflexão, que fica ainda mais atual se mencionarmos 'presidente' ou 'primeiro-ministro'.

O Supremo rejeitou, na madrugada desta quinta-feira, o pedido de habeas corpus apresentado pela defesa de Lula. O ex-presidente volta agora à segunda instância, com os embargos dos embargos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) - que não têm poder de reverter a decisão. O juiz Sérgio Moro já pode pedir a prisão de Lula, mas deve aguardar a análise dos embargos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos