MST faz manifestação em frente à Rede Globo em Brasília

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra fazem na noite desta sexta-feira, 6, ato em frente à sede da Rede Globo, em Brasília. Segundo postagem realizada nas redes sociais do movimento, cerca de 5 mil pessoas integram a manifestação contra a empresa de comunicação e para mostrar apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tem prisão decretado pelo juiz Sérgio Moro e está há mais de 24 horas dentro do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista, em São Bernardo do Campo.

Mais cedo, integrantes do MST jogaram tinta vermelha no prédio em que a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, mantém apartamento no bairro de Santo Agostinho, em Belo Horizonte (MG). Um vídeo em que aparece os integrantes do movimento em frente do prédio foi divulgado nas redes sociais.

Durante todo o dia, o MST bloqueou trechos de rodovias federais em diversos Estados. Segundo informações divulgadas pelo próprio movimento, no fim da tarde desta sexta-feira havia mais de 50 bloqueios ativos, em pelo menos 16 Estados.

"Estamos em resistência contra a prisão do presidente Lula. A deliberação política das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo é essa. Não vamos deixar Lula se entregar, seja na cidade de São Paulo ou em Curitiba", disse João Paulo Rodrigues, integrante da direção nacional do MST, por meio do site do movimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos