Topo

Lula chega a Congonhas acompanhado da Polícia Federal

Pedro Venceslau, Luiz Vassallo e Fausto Macedo

São Paulo

07/04/2018 20h29

Lula preso chegou ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, no comboio da Polícia Federal, por volta de 20h20 deste sábado, 7. O ex-presidente do Brasil será levado para Curitiba, terra da Lava Jato.

Condenado a 12 anos e um mês de reclusão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do triplex do Guarujá, o petista entregou-se à PF por volta de 18h40, após permanecer dois dias entrincheirado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde fez sua carreira.

Os agentes federais levaram Lula até a sede da Polícia Federal, em São Paulo, onde o ex-presidente foi submetido a um exame de corpo de delito. O procedimento foi realizado em pouco menos de meia hora. Em um helicóptero do governo paulista, Lula foi levado até Congonhas.

Antes de entregar à PF, na parte da manhã, o ex-presidente fez seu último comício, após a celebração de uma missa por Marisa Letícia, ex-primeira-dama que morreu em fevereiro de 2017 e que, neste sábado, completaria 68 anos.

À sua plateia, Lula, ainda livre, disse que iria se entregar à Polícia Federal. Ele desafiou seus algozes, da força tarefa da Lava Jato, a apresentarem provas contra ele. "Vou de cabeça erguida e vou sair de peito estufado de lá", afirmou, às 12h55, quando encerrou o comício.

Somente por volta das 18h40, ele saiu a pé até por uma rua nos fundos do prédio do sindicato, rompendo o cerco da multidão, e caminhou com dificuldades até a viatura da PF, que o aguardava.